notícias e blogs

Muito do que se lê neste blog pode (e é ) muitas vezes um texto meio criado à pressa ( porque isto é só para “extravasar” ) e por isso os diferentes textos ao longo do tempo podem entrar em contradição (não me parece o caso) uns com os outros. Também se deve um pouco à evolução e a própria batalha dentro do ser humano sobre qual a melhor maneira de proceder com alguma situação ou problema. Estando também o ser humano numa batalha contínua por melhorar as suas condições de vida e o ambiente que o rodeia.

De qualquer modo até este tipo de contradições se vê no jornal de notícias.

noticias contraditorias

noticias contraditórias

link: http://www.lowcostportugal.net/aeroportos/ryanair-desmente-jornal-de-noticias/2008/09/

PS: Eu já tinha tirado um screenshot no dia da notícia.

Anúncios

Cinema perde 700 mil espectadores

Não , isto não está relacionado com os preços altos nem com os download’s ilegais nem com o facto de terem preços altos 5,50 € por bilhete , nem está relacionado com o preço das pipocas , nem com o preço do bilhete. E o preço do bilhete !!

link jn.pt

Estatísticas que interessam

Défice de atenção responsável pelo insucesso escolar

Os pediatras falam de uma “tolerância excessiva” ao mau ambiente escolar, desafiando os professores a mudar sua capacidade de estimular comportamentos na escola, para evitar problemas maiores e estimular os alunos.

O défice de atenção é hoje a principal causa de insucesso escolar, sendo uma perturbação que atinge cerca de 10 % da população escolar. Entre os principais motivos estão anomalias cerebrais congénitas, síndrome feto-alcoólico, tabagismo materno e toxicodependência materna. Esta é uma das principais conclusões do seminário intitulado “Défice de Atenção na Clínica de Desenvolvimento”, numa iniciativa realizada ontem, em Braga, no auditório do Hospital de S. Marcos, pelo Centro de Desenvolvimento Infantil de Braga – em parceria com o Serviço de Pediatria daquele hospital bracarense. Os participantes constataram que cerca de cinco por cento das crianças em idade escolar sofrem de Perturbação de Hiperactividade com Défice de Atenção (PHDA), na sua larga maioria (80%), jovens do sexo masculino. Por outro lado, 30 a 50 % destes casos de perturbações infantis continuam a manifestar-se na vida adulta. Perante esta realidade, Miguel Palha, pediatra do Desenvolvimento Infantil, deixou a ideia de que, presentemente, “há uma tolerância excessiva” ao ambiente escolar existente, pelo que desafiou os professores a terem uma nova capacidade de gerir comportamentos. Caso contrário, em sua opinião, toda a turma se torna hiperactiva. Aquele clínico vai mais longe ao considerar que “não existe contenção comportamental nas salas de aulas”, numa alusão a novas perturbações das crianças provocadas pela baixa de auto-estima, consumo de álcool ou substâncias ilícitas. Além destas, também os participantes se referiram às perturbações de ansiedade que contribuem para o défice de atenção, como a adaptação ao meio e o sono (insónias graves). Outra das questões levantadas neste encontro prendeu-se com a falta de apoio do Estado ao chamado “Centro de Desenvolvimento Infantil”, que já está em funcionamento em vários pontos do país, proporcionando cuidados específicos a crianças e adolescentes com Perturbações do Desenvolvimento. E questionaram o apoio considerado “insuficiente” (somente 50 %) na comparticipação de medicamentos no tratamento de crianças.

in jn