Japão quer barrar “downloads”

O Japão poderá tornar-se no primeiro país do mundo a utilizar um software que identifica e barra a ligação dos internautas que acedam a redes de partilha de ficheiros de filmes e música.De acordo com o jornal japonês ‘Yomiuri Shimbun’, citado pelo “Expresso”, a proibição, pioneira a nível mundial, foi proposta na sequência de pressões das indústrias cinematográfica e fonográfica. O Japão deverá tornar-se o primeiro país do mundo a proibir os internautas de utilizar redes de partilha de arquivos, utilizando um software de detecção especial que impede o “download” de ficheiros com filmes e músicas.

Através de um software criado para o efeito, os internautas que utilizarem redes de partilha de ficheiros receberão inicialmente um e-mail de alerta, sendo depois desligada a sua conexão electrónica, caso continuem a fazer download’s. Se ainda assim persistirem, as pessoas poderão ver cancelada a sua conta de Internet.

Há dois anos os provedores de Internet japoneses tentaram aplicar esta proibição, mas o Governo do país impediu-a, alegando que o controlo da medida implicaria uma violação da privacidade dos utilizadores de Internet.

Segundo dados relativos a Dezembro de 2007, citados pelo jornal nipónico, o número de internautas japoneses que utilizam redes de partilha de ficheiros aumentou 180 por cento no espaço de um ano.

Com esta proibição, o Japão adianta-se a países como a França, a Inglaterra e a Austrália, que estudam propostas no mesmo sentido.

copy paste de Jornal de Negócios

Apenas acrescento que o Japão em termos de tecnologia de Internet está à frente de todos os países seja em tecnologias sem fios ou Fibra. link não oficial

Já usam telemoveis como forma de validação estilo passe stcp.

Mais sobre Japão e Internet

Internet congestionada

O problema hoje em dia é ouvir-mos “especialistas”.

Internet congestionada?
Alguns grupos de analistas sugerem que o ritmo de crescimento da Internet irá congestionar permanentemente a rede das redes, se nada for feito.

Vamos ser mais optimistas e ler os avanços de vários operadores para backbones a funcionar a 100Gbps, cada vez que um operador chega perto do limite e existe algum pobre que começa a deitar as mãos à cabeça lá surge uma nova tecnologia.

Num mundo digital que depende cada vez mais da Internet como forma de estimular a economia, a questão será, pois, de saber até que ponto estarão as nações preparadas para melhorar as suas infra-estruturas, de modo a continuarem competitivas relativamente a países que estejam a investir fortemente na actualização das suas redes.

Os países mais desenvolvidos irão acompanhar a procura/necessidade do serviço, países desenvolvidos vão usar as tecnologias mais recentes (ftth) e similares para responder à procura
técnicas como uso de proxy’s, mirrors acordos com outros operadores, trocas comerciais.

Apenas uma opinião fundamentada.

Comcast testa 100Gbps

Verizon faz planos para 100Gbps

Podemos também nos recordar do facto que no futuro maior parte das comunicações video/voz serão feitas sobre IP, basta para isso conseguirmos a tal alta-disponibilidade.