Power line deu o berro

Do artigo que escrevi aqui fica apenas a memória, não sei se já referi mas a serviu o seu propósito e ainda me desenrascou umas vezes mas não à nada melhor que cablar a casa com RJ45 porque a power line não demorou muito a deixar de funcionar.
Mesmo para aumentar a rede foi melhor descobrir por onde passar os cabos RJ45 do que usar a powerline.

Anúncios

Forex e os mercados EUR/REAL/DOLLAR

Após as últimas semanas pensei que se ia ver no futuro uma batalha entre o Euro e o Dollar mas parece que essa batalha já começou.

Até o Real tem ganhado terreno no último ano face ao euro.

O meu problema neste momento é que se o dollar não se levanta rapidamente poderei estar em desvantagem neste mercado pois acho que o dollar ainda tem influência sobre o valor do Euro. A Grécia entrando em incrumpimento vai levar a uma queda ainda maior do Euro, uma eventual renogociação da dívida Grega em caso de suspeita de incumprimento (caso se veja que a Grécia não consegue se superar) é uma boa saída para a sobrevivência do Euro, apesar de ser uma opção que virá tarde e nessa altura já os investidores foram embora do Euro e surgirão dúvidas sobre o futuro da Euro zone.

Pergunto-me qual será o efeito de um eventual incumprimento da parte dos Estados Unidos no Euro? Poderão começar mais países a negociar nesta moeda e como consequência aumentar a sua força no mercado? Acho que sim, mas de que modo irão os Estados Unidos reagir a isto?

 

2 anos depois

Depois de o local onde trabalhava experimentar as garras do corporate world e com o tempo as pessoas com quem trabalhava passarem do estado empregado para desempregado com excepção de alguns. Parece que no meu caso a escolha até agora ficou a meu critério o que é sempre bom. Foram uns bons dois anos e meio de trabalho, complicações e algum stress mas já tinha passado por pior. Aperfeiçoei bastante os meus conhecimentos e consegui aplicar o que aperfeiçoei o que foi bom. Os sistemas proprietários ficaram ainda mais marcados na minha experiência como uma boa forma de controlar desenvolvedores e de os manter num estado de incapacidade face a problemas de gestão de recursos da máquina e liberdade para criar.
Relembro que depois de promessas a tanta gente e beneficios supostamente garantidos a tantos que me acompanharam para este local quantos ficaram ? Uns 10 talvez… Quem estava mais abaixo na hierarquia não demorou a sair e está agora na boca do lobo da crise não recebiam bem e o stress que tinham também não deveria compensar o trabalho a que se sujeitaram só para ficar com o estado de “empregado”. Quem tem contactos vai-se safando arranjando algum trabalho por aí, os outros aguardam uma hipotese de ainda poderem mostrar o que valem.
O país (Portugal) deu uma volta de 180º da expansão e do progresso, desenvolvimento e modernismo passou para uma politica de contenção e como sempre quem sofre são os mais pequenos. As palavras podem parecer comunistas mas a verdade é que são uma expressão da realidade. Depois de tantos anos dizem que ainda se fala de Salazar se calhar é porque ele foi o último governante com alguma inteligência neste país. As pequenas empresas hoje tentam remar contra a maré negativa que se avisinha sempre com recurso à palavra que mais identifica os portugueses… Desenrasque, sem desenrasque não haverá solução pois não podem esperar pela mão do governo.

O país tem boas qualidades e a Europa ajuda bastante a que ele saia da imagem de republica das bananas, até na Tunísia dizem que o país pode vir ser igual a Portugal isto quando a nossa dívida e austeridade aumenta. Mas isto não é tudo na vida.

They will find a way!!!

one-on-one interview with Jack Tretton
Do you worry that the iPod Touch or iPad will steal customers away from the PlayStationPortable?
No. The great thing about gamers is that they have tremendous influence over what they want to play. If their parents say I’m getting you an iPad and that’s your device, but their friends are playing a dedicated console like a PSP, then the kids will find a way to get a PSP.

Brasil do século XXI

Vi este post partilhado pelo google reader sobre um comentário sobre o Brasil e a suposta culpa de o Brasil ter ficado como está devido aos portugueses.

De facto os portugueses podem ter levado o ouro. Mas um país com tanta riqueza mineral e tantos avanços e industria não pode culpar os portugueses. Eles estão assim porque não tem um ensino generalizado para todas as classes sociais. Tem uma inflação  alta para o salário deles e mesmo aumentando o salário minimo a inflação acompanha o aumento.

Um litro de leite aqui vai de 1.95 (promoção) reais a 3 reais face ao salário minimo actual de 550 reais.
Ou seja 1 litro de leite representa 0.35% do salário brasileiro.
O litro de leite em Portugal vai de 0.49 (marca branca) a +/ 0.82 euros para um salário minimo de 485 euros.
Ou seja 1 litro de leite representa 0.10% do salário português.

Os exemplos não terminam no leite podemos pegar em equipamentos médicos básicos que em Portugal podem ser obtidos facilmente como um oximetro ou mais comum um medidor de glicose e que aqui os preços disparam. O material electronico Brasileiro leva sempre preferência de venda relativamente a qualquer outro produto é mais comum que o estrangeiro e mais barato, mas não tão barato assim o preço iguala ao do estrangeiro do ponto de vista brasileiro.

Caixa TDT em Portugal básica sem DVR: 75 euros
Caixa Satélite no Brasil:165 reais ( de melhor qualidade mas sem DVR )

Preço de internet por 2 Mbps:
No Brasil: 80 reais s/ controlo de trafego ( limite de consumos ) para 560kbps de upload

Em Portugal: 19,90 euros para 10Mbps que na realidade são 5Mbps com 1 Mbps de upload ( s/ limite de trafego )

A saúde não vai melhor as clinicas e hospitais privados preocupam-se com aspectos estupidos como maquilhar a esposa para não parecer tão cansada mas falham nas condições sanitárias e de higiene do hospital tanto que a criança tem de andar de luvas dentro do espaço hospitalar não vá um corte de unha na cara provocar uma infecção bacteriana. O hospital publico, podemos ver na TV brasileira, falta de médicos e condições. Se bem que certos medicamentos são gratuitos como o caso de medicamentos para a diabetes.

O Brasil não anda nem acho que vá andar por falta educação do povo, agora começam a construir transportes para interligar divesos locais e a tentar mudar a vida social com recurso ao investimento estrangeiro mas é tanta pressão da oposição e o atraso nas obras também não ajuda, fazem as coisas à pressa gastam mais dinheiro e no final o resultado demora muito a chegar. As ajudas do Lula já vi que acabam por ser aproveitadas como as ajudas da UE para os portugueses, gastam em viagens pelo país, verdade que só vi um caso desses que apareceu aqui na TV. À uns anos em Portugal via um português “trabalhar para quê tenho o subsidio de desemprego…” agora vejo ” não consigo arranjar trabalho em lado nenhum “. Acabaram as ajudas e ele não aprendeu nada no tempo que esteve parado.

O legado positivo dos portugueses poderia ser a igreja mas com tanto evangélico separado no seu armazém ou loja que basicamente tornou a igreja evangélica num produto que se vende pela recolha do dizimo. E isto acabou por os separar da católica e tentar vender sonhos à sociedade que foi educada durante anos por politicos corruptos que lhes tiraram a esperança e vontade de crescer (isto a classe mais pobre) similar ao que acontece em Angola. E enquanto a classe média e baixa luta os filhos dos ricos andam em colégios privados com iphone’s no bolso.

Mas a portugal salvou a Europa caso contrário estaria numa situação similar porque a nossa classe politica não está longe de ser igual à do Brasil salvo que tem um maior discernimento social e em consequência um fosso entre pobres e ricos mais pequeno não fosse isso o efeito do poder do voto.
Com as actuais mudanças (FMI, crise) possivelmente isso vai mudar o pobre vai sentir mais o aperto dos preços mas temos um sistema de transportes que ainda funciona (quando não está em greve). Temos acesso a produtos baratos que com o tempo pode diminuir aos mais pobres, fosso pode aumentar e chega-mos ao ponto em que vamos ver crianças e adultos nos semáforos a vender o que for para ganhar um trocado para comer. Isto para não falar dos já existem que andam na pesca ilegal ou outras situações porque vender nos semaforos não é moda por Portugal. Como também pouco produzimos matéria prima, isso corta mais um pouco a oportunidade de fazer seja o que for.

No livro “1808” falam sobre como na época Portugal estava dependente do estrangeiro para tudo  o facto de comprarmos tudo feito e vivermos “à grande e à francesa” o facto de a igreja católica da altura nos limitar por ser um povo conservador e pouco aberto à expanção intelectual o facto de toda a Europa estar em mudança e a nossa corte muda-se para o Brasil, isso foi o atraso na altura. E agora qual é ?

Vemos empresas novas a surgirem com grandes ideias mas o seu impacto é pequeno ( o país também é  pequeno). No Brasil vejo empresas de todos os tipos e formatos, industria aqui não falta desde pequenas a grandes empresas de sectores desde a agricultura à industria farmaceutica. Mostram os novos centros de laboratórios que vão sendo construídos pelo país e as grandes inovações que vão sendo feitas, mas o pobre e a classe média continua mal e a ser oprimida pelos preços e pela falta de condições de vida, que vai desde transportes caros e escassos a estradas esburacadas. Supostamente isso tudo agora vai mudar ou começou a mudar desde o governo de Lula.

Aqui (Brasil) o que ouço também é que o brasileiro tem alguns sinónimos para politico: “corrupto”, “ladrão”, “incompetente”, “vigarista” infelizmente ou felizmente tem de votar e de vez em quando vão tendo sorte na escolha.

Actualização

Lá se foi a teoria de que o sistema de transportes é melhor.

Lá se vai a teoria do apoio social.

E lá se vão os preços baixos. (depende da concorrência que aparecer)

Brasil a Bolha Estive lá e vi que é real…

Paty do Alferes

Sábado passado fui a Paty do Alferes aqui perto, cidade pequena mas encontrei lá algo que me era similar.

Paty do Alferes

Fez-me lembrar uma vila Italiana por vila refiro-me a um conjunto de casas com uma entrada comum, o que se chamaria em Português de “ilha”.

interrupções

Estar a fazer algo e ser interrompido de 15 em 15m para fazer outra coisa não é produtivo, por vezes interromper completamente para continuar 3 dias depois. Infelizmente em certos ambientes ocorrem estas situações. Lembrei-me de usar um software opensource, poderia também ser o editor de texto simples mas fica sempre melhor usar um wiki.

Não quero ter nenhum server http instalado nem base de dados quero uma desktop app e encontrei o zim ( http://zim-wiki.org/About.html )

PS: Os post-it incomodam-me.