Grafana snmp_exporter auth reusage issue

FROM: https://github.com/prometheus/snmp_exporter/issues/221

For when in snmp_exporter you want to use a existing module but implement a different authentication method to a new device or group of devices.

It occurs to me that there is another approach: merging YAML references using the << merge key (spec).

This is an optional part of YAML so I don’t know if the go YAML parser supports it.

It looks something like this:

apcups: &apcups
  walk:
  - 1.3.6.1.2.1.1.3
  - etc
apcups_london:
  <<: *apcups
  version: 2
  auth:
    community: blah

Using Python’s yaml parser I get:

>>> x = yaml.load(open("/home/brian/tmp.yml"))
>>> x
{'apcups_london': {'version': 2, 'auth': {'community': 'blah'}, 'walk': ['1.3.6.1.2.1.1.3', 'etc']}, 'apcups': {'walk': ['1.3.6.1.2.1.1.3', 'etc']}}

Conveniently, the references point to the same underlying object, so the storage is shared.

>>> id(x['apcups_london']['walk'])
140041579271160
>>> id(x['apcups']['walk'])
140041579271160
Anúncios

Linux Timeshift 25/09/2018

Using this for the first time instead of the normal rsync.

When I canceled the Create backup I canceled the window but the backup kept runnning in the background.

The estimated time to end keeps changing in seconds.

Sugestions:

1- Calculate the size of the total backup
2- Check from x time to x time the amount of data copied to the timeshift dir.
3 – Based on that estimate the time is taking to do the backup.

Also you could test for the speed of the source and destination disk and based on that calculate the estimated time and keep the user on the loop with a time to time check on data copied vs total data to be copied.

 

Docker php:7.2-fpm and openssl extension

While running the installation of php 7.2 fpm of docker I ran into the issue caused by the installation of the extension openssl. Using docker-php-ext-install openssl resulted in a error config.m4 not found , I thought there would be a easy way to solve this but no.
I had to create a script based on docker-php-ext-install to just install the openssl extension by moving the mv config0.m4 to config.m4

https://stackoverflow.com/questions/43881834/php-openssl-in-ubuntu

 

In the Dockerfile where I’m building From php:7.2-ppm

COPY openssl.sh /
RUN chmod 0750 /openssl.sh && cd / && ./openssl.sh

In the openssl.sh file

#!/bin/bash

#!/bin/sh
set -e

# prefer user supplied CFLAGS, but default to our PHP_CFLAGS
: ${CFLAGS:=$PHP_CFLAGS}
: ${CPPFLAGS:=$PHP_CPPFLAGS}
: ${LDFLAGS:=$PHP_LDFLAGS}
export CFLAGS CPPFLAGS LDFLAGS

srcExists=
if [ -d /usr/src/php ]; then
srcExists=1
fi
docker-php-source extract
if [ -z “$srcExists” ]; then
touch /usr/src/php/.docker-delete-me
fi

cd /usr/src/php/ext

pm=’unknown’
if [ -e /lib/apk/db/installed ]; then
pm=’apk’
fi

apkDel=
if [ “$pm” = ‘apk’ ]; then
if [ -n “$PHPIZE_DEPS” ]; then
if apk info –installed .phpize-deps-configure > /dev/null; then
apkDel=’.phpize-deps-configure’
elif ! apk info –installed .phpize-deps > /dev/null; then
apk add –no-cache –virtual .phpize-deps $PHPIZE_DEPS
apkDel=’.phpize-deps’
fi
fi
fi

popDir=”$PWD”
cd openssl
mv config0.m4 config.m4
[ -e Makefile ] || docker-php-ext-configure openssl
make
make install
find modules \
-maxdepth 1 \
-name ‘*.so’ \
-exec basename ‘{}’ ‘;’ \
| xargs -r docker-php-ext-enable
make clean
cd “$popDir”

if [ “$pm” = ‘apk’ ] && [ -n “$apkDel” ]; then
apk del $apkDel
fi

if [ -e /usr/src/php/.docker-delete-me ]; then
docker-php-source delete
fi

 

Transform a Seq of case class to a group by a key

case class Glicose(day : String, inputed :String)
val r = Seq(Glicose(“2017-02-02”, “22”), Glicose(“2017-02-03”, “44”), Glicose(“2017-02-03”, “76”))

Transform this r Seq to a Seq( date -> Seq(inputed1, inputed2), date2 -> Seq(inputed3))

r.map { gl => Seq(gl.day -> r.filter(_.day == gl.day).map(_.inputed))}
//res8: Seq[Seq[(String, Seq[String])]] = List(List((2017-02-02,List(22))), List((2017-02-03,List(44, 76))), List((2017-02-03,List(44, 76))))

Or a solution that groups the duplicates from @tpolecat

r.groupBy(_.day).map { case (k, v) => k -> v.map(_.inputed) }

Nota 10

É tão lindo o que de ti sinto
Já são sete anos
Pequenino te vi nascer
Com números te vi crescer
Um, dois , três , Quatro,
Cinco , Seis Sete, fizeste
Agora te vejo amadurecer
E vêm muitos mais !
Vais ser grande
como o pai
São tão lindos
os passos que dás
Nas aulas acrescentas-te
mais Sabedoria,
nos dez
são notas
que vais ter
Com carinhos
e beijos vais crescer
Estes da mãe e do pai
Ao longe te enviando milhares
da avó que te ama muito !
Dez vais ter nas notas escolares
Das professoras que de ti fazem
um HOMEM
Sabedoria total és meu NETO
E de ti me orgulho
Dou-te a nota máxima ,
(DEZ) (avó que te ama muito)

MARIA ALICE

62 Reais e 20 Cêntimos para chegar a um café em Portugal, ou quase.

Ontem tive uma experiência que à muito sentia falta de Portugal. Ir a um café e comer um croissant (coraçã), à seis anos no Brasil e nunca comi um coraçã como os de Portugal mas ontem isso chegou muito perto de acontecer, na realidade de 1 a 10 aquele croissant era um 8 , com queijo e presunto (fiambre).

Em Três Rios, no Shopping 3 Rios no primeiro piso, rés do chão no canto esquerdo tem um pequeno café, do ponto de vista de quem olha de frente para o elevador estando na porta. Com alguns lugares, cadeiras e uma das paredes tem um sofá de uma ponta a outra. Não gravei o nome deste lugar porque acho que saí dele ainda meio atônito. Ia lá apenas por um café mas a atendente começou a sugerir várias opções, mas olhei para baixo e vi os coraçãs, muito atenta ela logo referiu que tinha um coraçã de presunto e queijo entre outros, mas aquele presunto e queijo foi o que me chamou a atenção.

Uma nota… Eu já tive más experiências a pedir croissants no Brasil. O que tem acontecido em casos anteriores é que a atendente leva o croissant ao micro-ondas para o vir servir passado 1 minuto na mesa e o sabor ser parecido a algo que nem deveria ter o nome de croissant.

Mas depois de a atendente me ter dito que não me queria servir o pão de queijo porque era de ontem e nem estava quente… Reparem!!! Ela não me vendeu o pão de queijo que eu até perguntei se ela tinha algum, ela não se preocupou em ganhar uns trocos com um mau serviço mas sim  com a qualidade dizendo que o pão de queijo era de ontem e os que estava a fazer ainda não estavam prontos. E então sugeriu outras opções e foi aí que eu olhei para o croissant na vitrine abaixo.

Depois de ter pedido o croissant fui para a mesa com a minha esposa, escolhemos uma mas rapidamente trocamos por outra perto do “sofá” para ela colocar a carteira. Nem deu tempo de iniciarmos conversa e já estávamos a ser servidos com dois cafés curtos que tinhamos pedido e o croissant.

Os dois cafés eram… Bons, servidos no estilo brasileiro sem ser com máquina de moer o café na hora como em Portugal mas mesmo assim gostei do detalhe de colocar as chávenas na mesa e me vir servir o café com um bule. Em Portugal só se usaria bule para chá mas aqui dado o estilo de preparação do café, bem este estilo foi diferente. Um francês teria gostado mais. Questionou se eu queria colocar o açucar antes ou depois, não sei a diferença mas escolhi antes.

Então após estarmos sozinhos a minha curiosidade e atenção foram para o croissant, foi demasiado rápido para ele ter ido ao micro-ondas. Como ele estaria?!
Após a primeira mordida senti o sabor da massa e era tanto quanto me lembro após 3 anos de privação e sofrimento, tal e qual a de Portugal, o queijo e o fiambre fundiam-se com a massa, em Portugal não se veria isso, pois em Portugal o croissant leva o fiambre e queijo após estar pronto e não durante o processo de cozedura, ele é vendido simples ou com diversas opções de conteúdo e até prensado. Mas a massa era igual, minha esposa confirmou que ele não tinha ido ao micro-ondas. Para ser mais parecido com o de Portugal a massa não poderia ter levado o presunto (fiambre) e o queijo no momento de cozedura, o topo dele deveria estar mais escuro e crocante. Mas mesmo assim foi uma grande melhoria comparativamente ao que tenho por aqui provado.

O serviço em si também foi bastante bom, mas o croissant foi o destaque.

Paguei uma merreca de 8 reais e 50 centavos por tudo enquanto em Miguel Pereira teriam-me levado até as cuecas por um croissant congelado levado ao micro-ondas.

Os 62 reais e 10 centavos foi o preço do ônibus para duas pessoas até 3 rios.

Posso dizer que fiquei muito agradecido por nesse dia ter comido um croissant daqueles servido num café ao estilo português, para uma pessoa que sente falta de algumas coisas gastronômicas isto ontem foi um achado.

 

Gnome-shell stop alt-tab grouping

https://superuser.com/questions/394376/how-to-prevent-gnome-shells-alttab-from-grouping-windows-from-similar-apps/481202

  • Open dconf-editor
  • Go to org/gnome/desktop/wm/keybindings
  • Move the value '<Alt>Tab' from switch-applications to switch-windows
  • Optionally move '<Shift><Alt>Tab' from switch-applications-backward to switch-windows-backward
  • If you want switch-windows to work across desktops, not just in the current desktop, you can also uncheck org/gnome/shell/window-switcher/current-workspace-only (Courtesy of @CharlBotha)
  • Close dconf-editor
  • Press <Alt>F2, then type r to restart Gnome.

The last step does not always appear to be necessary, but it should not hurt (especially since it does not close any of your running applications).