the team and workaolics

À muito tempo atrás vim para este local comecei com um trabalho simples que se revelou stressante tanto pela parte psicológica de “aturar” clientes com uma cultura informática abaixo de zero e também ter de lidar com problemas de rede. Foi aí que comecei a “crescer” na empresa pois como autodidacta que sempre fui, não podia ignorar o facto de não perceber nada disto e por isso tive de dedicar muito tempo a perceber como tudo funcionava ou seja Layer 1 , 2 , 3 e 4 tudo isso relacionado com uma rede cabo Docsis. Ano passado já avançava para BGP, tudo muito rápido por isso tive de parar.

Quando se começa a levar com muitos problemas em cima já nos começamos a interessar em resolve-los, acho que ninguém tem paciência para lidar com o mesmo problema duas vezes. O stress ocorre quando temos de lidar com vários problemas diferentes e começamos a fazer o trabalho de 3 pessoas chegamos a um ponto que nos apercebemos que deixamos de trabalhar e nos tornámos o próprio trabalho. Complexo ? Não tenho paciência para explicar isto melhor, simplesmente aconselho toda a gente a conseguir separar o trabalho da vida pessoal é um passo importante para a sanidade mental.

Depois de separarem as duas coisas passam a ter dois problemas em vez de um, agora têm o stress da vida pessoal que devido a todo o tipo de problemas (monetário, relacional) vos vai afectar diariamente e têm ainda o stress de trabalho (quando a recibos verdes/trabalho temporário o stress aumenta a triplicar e se estiverem num ambiente competitivo é o stress a triplicar vezes 3 ).

Um trabalho como este em que neste momento me encontro e numa empresa pequena ainda para mais acaba-se por comunicar com pessoas de todos os estilos e culturas, bem culturas se calhar não, mas aprende-se bastante sobre interacção no local de trabalho, uma das coisas que se aprende é não dar origem a boatos e não dar ouvidos a boatos. Os boatos minam o local de trabalho, são o terrorismo mental de um local de trabalho ( o melhor modo de criar problemas numa empresa é iniciar um boato ).

A melhor maneira de combater boatos é através de uma gestão eficaz e transparente que em Portugal raramente acontece e quando acontece existe uma burocracia imensa por trás.

Isto tudo para dizer que neste momento estou num ambiente de elevado stress, baixa competitividade, e cheio de boatos motivo pela fraca/nula gestão da empresa para além disso podem desde já ficar a saber que “networking” propicia-se a ser um dos trabalhos mais stressantes no futuro com maior capacidade de erro devido à elevada necessidade de construir rápido, devido ao monopólio impõe-se uma súbida de preços para o mercado residencial e privado.

BR,
me

Sobre Fernando André
SysAdmin, Website and Application Developer

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: